CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
SOL Figueiredo
Enquanto sonhas acordado. Apagarei meu passado. Do sentimento retratado. A cada poema tão destilado!
Textos


SE POR ACASO
 
 
Se por acaso eu disser que não te amo,
não acredites, é mentira pura!
Se a noite toda é teu nome que chamo,
um açoite no luar, na mata escura!...
 
Se por acaso eu te mandar embora,
não vá, meu amor, é minha loucura!
Se tu estás em meu olhar, toda hora...
Se fores, a dor chora e quer ternura!...
 
Se por acaso tu ainda quiseres
ter o meu olhar junto ao teu olhar,
me mande uma notícia tua, amor...
 
Ou venha à minha porta, me chamar,
que te farei aquilo que disseres...
E te darei o paraíso em flor!...
 
 
SOL Figueiredo – 14 de março de 2014 – 11h.
SOL Figueiredo
Enviado por SOL Figueiredo em 10/04/2014
Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários