CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
SOL Figueiredo
Enquanto sonhas acordado. Apagarei meu passado. Do sentimento retratado. A cada poema tão destilado!
Textos


Mãe, minha amada!
 

Mãe, cuidaste de mim a cada noite,
Debruçando teu carinho e afeto...
Mãe, que a cada erro meu, doce açoite...
E para atenção, um olhar correto...
 
Ah, Mãe, quem dera eu pudesse voltar
A ter teu colo, ou ser de novo feto...
Sentir teu calor interior, o ar...
De teu amor, me cobrindo... o tal teto!...
 
Mãe, lugar tão seguro pra morar,
Com luz sempre aquecendo o meu inverno
Se sou feliz, és meu único sonhar...
 
Em mim, sentir o teu olhar tão terno...
Sim, quero ter o teu amor eterno...
Ó Minha Mãe, pra sempre vou te amar!...
 
SOL Figueiredo 
SOL Figueiredo
Enviado por SOL Figueiredo em 11/05/2014
Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários