SOL Figueiredo
Enquanto sonhas acordado. Apagarei meu passado. Do sentimento retratado. A cada poema tão destilado!
Textos
MEU GRITO DE AMOR

Sim, eu quero gritar para infinito
O teu nome, meu sonho mais bonito,

Nem sei se vais escutar o meu grito,

Um grito de dor dum amor tão aflito!...

SOL Figueiredo - 25 de janeiro de 2014 - 17h.
SOL Figueiredo
Enviado por SOL Figueiredo em 26/01/2014
Alterado em 26/01/2014
Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários